Hausen: gosto de lar

Hausen: gosto de lar

Para o paladar, o sabor de morar no mais novo empreendimento de Passo Fundo. É assim que o Hausen se apropria da arquitetura sensorial para contemplar um dos sentidos mais explorados do ser humano. “Sentir o gosto”, quando queremos nos referenciar a apreciar, mesmo sem usar de forma literal o paladar, é a prova de que o gosto está muito mais no cérebro do que na boca. É muito mais do que sensação, é sentimento. O paladar é um sentido afetivo

 

Dentro da nossa boca, tudo é muito literal e prático, qualquer coisa é doce, salgada, azeda ou amarga, conforme toca na língua. Porém, é o nosso cérebro que reúne essas informações com as impressões olfativas do nariz e cria o que sentimos de sabor. E tudo isso ainda vai além, os sabores não tem só gosto e preferências, têm também experiências, histórias e lembranças. Aquele biscoito com sabor da infância, que só você pode ter. Aquela comida quentinha e saborosa, que te traz o gosto de lar. Cada uma dessas experiências mudam de pessoa pra pessoa. 

 

O fato é que todos os nossos sentidos estão sempre interligados, mesmo que sejam acionados em momentos diferentes. Você pode sentir o gosto de uma música ou sentir um toque de um abraço, mesmo à distância. As pessoas são diferentes, buscam experiências diferentes e têm sensações diferentes, mas se sentir bem e confortável em um lugar é algo que muita gente deseja. Esse é o objetivo do Hausen, aguçar os melhores sentimentos, por meio de todas as sensações possíveis.

 

“O paladar da vida é a degustação do bem-estar”.

Valdeci Alves Nogueira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *