HOTEL ROSEWOOD EM SP É TENDÊNCIA EM EDIFÍCIO-PAISAGEM

HOTEL ROSEWOOD EM SP É TENDÊNCIA EM EDIFÍCIO-PAISAGEM

O histórico Complexo Matarazzo em São Paulo, área tombada e que já abrigou o antigo Hospital Matarazzo, ganhará vida nova com a inauguração da chamada Torre Rosewood, um complexo hoteleiro e residencial da rede internacional Rosewood, prevista para o final de 2018.

A torre projetada pelo arquiteto francês Jean Nouvel (Pritzker 2008), será um edifício-paisagem para uso como hotel-residência, composta pela vegetação local de flores, plantas e árvores de até 15 m, que estarão nos espaços públicos e privados da edificação, através de terraços, fachada e telhado, sendo uma homenagem a floresta da Mata Atlântica.

A ideia do arquiteto é que este jardim vertical, somado ao uso de madeira viva e de metal e demais componentes que imitarão a cor da madeira, aumente o senso de continuidade entre a torre e o entorno, fazendo o verde da área adentrar o prédio como um todo.

“É uma maneira de considerar que os prédios, uma vez que são torres, deveriam ser símbolos de identidade. Os prédios de São Paulo não devem ser como os prédios de Paris. Devemos servir a uma arte de viver que já está nos genes da cidade”, afirma Nouvel (veja o depoimento completo aqui).

Idealizada pelo Grupo Allard, a torre de 100 m de altura, terá 151 quartos de hóspedes e 122 suítes residenciais, dois restaurantes, três piscinas, espaço fitness e spa, distribuídos em 24 andares, com um área total de 27 mil metros quadrados e 40 mil de área construída. O projeto de interiores será assinado pelo arquiteto e designer Philippe Starck, aclamado mundialmente.

A qualidade dos materiais e acabamentos é impressionante, e tem o objetivo de dar aos futuros moradores uma ideia do tipo de refinamento e conforto que serão oferecidos. Um dos maiores diferenciais do prédio e também o seu principal desafio foi viabilizar o projeto com o uso de materiais genuinamente brasileiros.

“Precisávamos enfrentar um novo desafio: quando o esquema clássico de construção possui apenas 20% de especialistas, o projeto do Matarazzo pretende elevar esse número para 40%. As obras do Matarazzo não são somente uma construção, mas um trabalho minucioso e artesanal de restauro”, afirma Maurício Linn Bianchi, diretor de construção do Grupo Allard.

A sensação de encontrar um oásis em meio a uma cidade turbulenta, tem sido o objetivo de vida de muitas pessoas, que tem procurado locais para fugir da rotina pesada e cansativa que vem nos sendo imposta nos tempos atuais.

Um local que possa servir para valorizar o que realmente temos de mais importante na vida: quem amamos e fazer o que nos traz a felicidade plena e verdadeira.

Pensando nesta nova filosofia, muitas construtoras, incorporadoras e escritórios de arquitetura tem trazido o verde para os seus projetos:

“A conversação da arquitetura com a natureza é um elemento fundamental para obter um ambiente confortável, sustentável e até mesmo requintado. O uso de vegetação em fachadas, telhados, terraços e até mesmo em ambientes internos, não é apenas uma tendência e sim uma solução bela e saudável para trazer conforto para o seu dia a dia”, Iohana Manfroi, arquiteta da Incoben.

A Revista Casa Vogue deste mês traz mais detalhes do projeto e da concepção desse lindo empreendimento.

8 respostas para “HOTEL ROSEWOOD EM SP É TENDÊNCIA EM EDIFÍCIO-PAISAGEM”

  1. Piscina é lazer e saúde, mante-la sempre equilibrada é importante para o conforto dos banhistas. Parabéns pelo artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *